Associação de Xadrez do Distrito de Faro

 

Recomendações

Recomendamos a anterior página da AXD Faro

Recomendamos a visita à anterior página da AXD Faro onde poderão encontrar muita informação.

http://axdfaro.weebly.com

(colocada em 17 de Janeiro de 2009)

Recomendamos a prática do Xadrez em ambiente Escolar

A prática do Xadrez é uma ginástica mental.

A prática do Xadrez pode e deve ser utilizada como ferramente no enriquecimento escolar dos jovens estudantes.


São de realçar as seguintes competências que a prática do Xadrez desenvolve nos seus praticantes, em particular em ambiente escolar:



A) Quando um jovem joga xadrez, tem de pensar primeiro no lance que quer fazer. 

Se tocar numa peça de xadrez terá de a jogar. 

E terá a necessidade de efectuar um número de movimentos num determinado tempo e entre várias possibilidades escolher uma, sem a ajuda de terceiros.

Isto treina o cérebro na tomada de decisões

Os jovens serão os nossos dirigentes no futuro.


B) Quando um jovem joga xadrez, necessita de se concentrar bastante para analisar que lance deverá efectuar para conseguir o melhor resultado possível na partida.

Isto treina o cérebro do jovem para ter uma maior concentração futura.

O que, por exemplo, lhe permite assimilar melhor as outras disciplinas.


C) Quando um jovem joga xadrez, tem de estar imóvel durante todo a partida.

Isto treina o cérebro do jovem a ter um maior auto controlo

O que ensina o jovem a comportar-se melhor no ambiente escolar e na vida real.
 

D) Quando um jovem joga xadrez, tem de efectuar uma procura constante de um lance, depois de resolvido um outro.

Isto treina o cérebro na persistência, a não desistir à primeira contrariedade.



E) Quando um jovem joga xadrez, procura encontrar sempre novas formas de concluir a partida de xadrez, partindo de uma posição sempre igual.

Isto treina o cérebro na sua criatividade.
 

F) Quando um jovem joga xadrez, tem de efectuar vários movimentos, os quais têm uma sequência lógica entre si e antecipam os futuros movimentos.

Isto treina o cérebro no raciocínio lógico e na fluidez de raciocínio.


Compete-nos a nós, adultos, cativar o interesse dos jovens para a prática desta modalidade.

Mas não basta ensinar os jovens a jogar. 

Temos de lhes proporcionar oportunidades de competirem com outros jovens, trocando ideias sobre a partida e ao mesmo tempo dando-lhes a possibilidade de conviverem numa actividade de interesse mútuo.


(colocada em 17 de Fevereiro de 2009)